Cultura urbana da floresta: conheça o Caboquês Ilustrado!

Posted on Posted in cultura, inovação, Manaus

Quem é amazonense, ou pelo menos mora há algum tempo no Amazonas, sabe dos trejeitos característicos (também arrisco em dizer: ímpares) na hora do “caboco” se comunicar. Então que tal usar isso como uma forma de espalhar a cultura local pela própria cidade e pelo Brasil? Foi o que o Caboquês Ilustrado fez!

Para quem ainda não conhece, o Caboquês Ilustrado surgiu como o projeto de conclusão de curso, o temido TCC, do designer Markeetoo (Marcos Silva, 29 anos), em 2007. A ideia de estampar as gírias usadas na região veio a partir da vontade de inovação, de fugir dos clichês amazonenses como o Teatro Amazonas, onças, araras, índios, etc. e valorizar a identidade cultural da região, juntamente com as camisetas, algo que estava explodindo no mercado brasileiro naquele ano. Segundo ele, “Quis fazer algumas camisetas para mostrar como ficaria na real e levei algumas para venda no dia da apresentação do TCC. Quando terminou a apresentação, avisei que lá fora estaria vendendo as camisetas. A aceitação do público foi muito boa, vendi praticamente todas as camisetas na mesma noite. Então percebi ali a oportunidade”.

glauber_markeetoo

Após o sucesso do projeto, Markeetoo juntou-se ao também designer Glauber Gomes (26 anos) e eles começaram a expandir o produto Caboquês Ilustrado. Se tornaram sócios e criaram o escritório de design Studio Caboco em 2012, responsável pelo Caboquês Ilustrado e prestadores de serviços em design para diversos projetos, empresas e instituições.

O crescimento do Caboquês Ilustrado carregou não só toda essa bagagem cultural, mas também trouxe crescimento pessoal para quem viu o projeto sair do papel e se tornar o seu trabalho, como ressalta Markeetoo: “Se quando a gente vê um projeto gráfico, que é nosso, impresso nos jornais e outdoors, já é legal, imagina uma marca sua, que as pessoas usam, compram para dar de presente e gostam, é uma sensação muito boa. Ver a aceitação das pessoas é gratificante”.

Markeetoo ainda dá dicas para quem está prestes a fazer o TCC: “Fugir daquele pensamento de fazer um projeto só para conseguir se formar, e sim pensar um pouco além, pensar em algo que vá trazer algum retorno, mesmo que não seja imediato, mas algum retorno. Porque dá certo e é gratificante”.

caboques ilustrado

Junte-se ao Caboquês, tenha orgulho e valorize a cultura local!

Para encontrá-los, visite o site oficial. Também curta a fanpage e mantenha-se informado. E melhor ainda: o Caboquês tem estandes de venda em funcionamento todos os domingos, na Feirinha da Av. Eduardo Ribeiro, e todos os dias no Manauara Shopping.

Por Thaís Bentes

(Visited 38 times, 2 visits today)
The following two tabs change content below.
Thaís Bentes

Thaís Bentes

Minha vida, meus mortos, meus caminhos tortos, meu sangue latino. Estudante do 3º período de Relações Públicas e petiana desde agosto de 2013.

Comentários

pessoas comentaram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *