PETiscos #42

Posted on Posted in Cinema, Música, PETiscos, Televisão

Agora sim, meu povo! Pense num PETiscos robusto esse! Tem dica de filme, tem dica de música, tem dica de TV, enfim… dá só uma olhada aí nas dicas de hoje, não perde tempo:

Dicas de cinema brasileiro

O PETiscos de hoje é da nossa terrinha, para todos que tem amor ao que é feito no Brasil. Principalmente para mostrar que tem coisa boa SIM sendo feita aqui, com roteiros incríveis e boas influências!

Então para quem se interessou, aqui vão as dicas de filmes para curtir no fim de semana:

Amarelo Manga (2002), de Cláudio Assis

“O ser humano é estômago e sexo.”

O filme Amarelo Manga é do diretor Cláudio Assis, que buscou fugir dos moldes convencionais de se produzir filmes no Brasil. Feito por quem vive a realidade abordada, o filme acaba de vez a discussão sobre a estética da pobreza, ao exibir de maneira crua a miséria e mostrar os marginalizados não como vítimas, mas como fatores viciados da carência nacional. Sem tabus e sem preconceitos, tratando temas como necrofilia, homossexualidade e adultério, Assis retrata a realidade miserável de seus personagens de forma natural, como nós vemos no dia-a-dia. O filme é natural e visceral, sem deixar de ser repugnante e angustiante.

O Cheiro do Ralo (2007), de Heitor Dhalia

“Esse olho já viu de tudo.”

O roteiro de Marçal Aquino é rápido, o que dá ao filme uma agilidade mais do que necessária. Mostra a realidade de pessoas que se apegam a coisas e começam a crer que elas dependem daquilo e mudam toda sua vida a partir da tal. O filme também aborda o controle que várias pessoas tendem a achar que possuem sobre as outras, se aproveitando de seus desesperos pessoais. Mexe também com a questão de estereótipos e que nem tudo o que pensamos condiz com os atos, e que a cabeça das pessoas é imprevisível. O Cheiro do Ralo é um filme acima da média em termos de filmografia nacional recente.

E ai, gostaram? Há quem ainda diga que o cinema nacional não é inteligente?

(Dicas da Thaís Bentes)

Muse: das telonas aos shows em forma de espetáculos

Muse (1)

Você já ouviu falar do Muse? Ainda não? Então não desgrude os olhos da tela do seu computador pelos próximos cinco minutos!

O Muse, um trio britânico formado em 1994, é composto pelo vocalista e guitarrista Matthew Bellamy, o baixista Christopher Wolstenholme e o baterista e percussionista Dominic Howard. Com seu primeiro sucesso emplacado em 1999, com o lançamento do álbum Showbiz, o trio ganhou destaque, chegando a ser comparado constantemente com a banda Radiohead.

De lá para cá a banda acumulou sete álbuns, sendo um deles gravado ao vivo durante a reinauguração do famoso estádio de Wembley. O som do Muse divide opiniões, pois suas guitarras distorcidas e seus falsetes não agradam a todos, mas definitivamente o trio conquistou espaço, inclusive tendo suas músicas escolhidas como trilha sonora de filmes como a famosa saga Crepúsculo e Sete Vidas.

A banda também é bastante famosa por suas apresentações bombásticas! A presença de palco do vocalista Matt (sim, somos íntimos, rs) é indiscutível, assim como o seu fôlego quase que infinito, e o show é levado com muito jogo de iluminação e imagens nos telões. O trio já foi premiado mais de uma vez por seu desempenho ao vivo no palco.

Uma curiosidade do Muse é que, em 2011, o Vaticano divulgou através do MySpace uma playlist que o Papa Bento XVI escutava… e adivinha quem estava lá? Sim, Muse, com a música Uprising. Bem, se até o Papa escuta, acho que vale a pena dar uma conferidinha, né?

Como mais um aperitivo, fique com a apresentação da banda na abertura do Brit Awards de 2013, com todo ar de megalomania do grupo:

(Dica da Hannah Veras)

Do Amor, no canal Multishow

Aqui estou eu, super fã de séries românticas, e a minha dica dessa semana é a segunda temporada da série Do Amor, que vai estrear na próxima quinta, dia 10/10, às 23h, no Multishow. Nessa temporada haverá a entrada de novos atores para compor a história. É o caso do ator Emanuel Aragão, como personagem Bráz. Ele será artista plástico e entrará no lugar do ex-protagonista, Pio (Armando Babaioff), que não pôde continuar na série por conta das gravações da novela Sangue Bom, da Rede Globo. Outro ator que entrará em cena na série é Jonathan Haagensen, interpretando Tiê, que terá um possível interesse por Bárbara (Diana Herzog), ex-aluna de Pio, que, inclusive, na primeira temporada era apaixonada pelo seu professor. A série é repleta de encontros, desencontros e histórias entrelaçadas entre os personagens, como pode ser visto no parágrafo acima. Do Amor abrange histórias comuns de relacionamento amorosos. O que encanta na série é a trilha sonora, a fotografia, e edição que foram muito bem trabalhadas. Conta ainda com a participação do núcleo da série anterior, Tomás (João Velho), Eva (Julia Lund), Lena (Lucia Bronstein) e Lucas (Fabrício Belsoff). Confira abaixo alguns teasers que apresentam os novos personagens:

(Dica da Swênnya Azevedo)

(Visited 10 times, 1 visits today)
The following two tabs change content below.
PETCOM UFAM
Petcom é a sigla para Programa de Educação Tutorial de Comunicação Social da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). O programa é integrado por alunos dos cursos de Jornalismo e Relações Públicas, que desenvolvem atividades de ensino, pesquisa e extensão na área de comunicação.
PETCOM UFAM

Posts Mais Recentes por PETCOM UFAM (Ver Todos)

Comentários

pessoas comentaram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *