Espetáculo de teatro de animação “Tropeço” chega a Manaus

Posted on Posted in Teatro

Com mais de mil apresentações em 10 países, incluindo Ásia, Europa e Américas, e utilizando as mãos como personagens, o espetáculo de teatro de animação Tropeço enfim chega a Manaus, em apresentações realizadas entre os dias 14 e 17 de maio, às 19h30, no Teatro Américo Alvarez, localizado na rua Ramos Ferreira, Centro. A peça é realizada pela companhia Tato Criação Cênica, que atualmente faz a circulação por cinco estados da Região Norte: Amapá, Amazonas, Pará, Roraima e Tocantins. O projeto faz parte da comemoração dos 10 anos da companhia e foi selecionado pelo Programa Petrobras Distribuidora de Cultura – 2013/2014. Todas as apresentações terão entrada franca, e os ingressos começarão a ser distribuídos uma hora antes da sessão na bilheteria dos locais.

Em Manaus, o grupo promove também uma mesa redonda no dia 16/5 (sexta-feira), logo após o espetáculo. Serão discutidos temas como sexualidade e terceira idade, além do próprio processo de trabalho da Tato Criação Cênica. Além dos atores, participarão da mesa também Jorge Bandeira (professor especialista, diretor, autor e articulador do Espaço Cultural Sebo O Alienígena) e Nicolas Palladino (estudante de Letras, cofundador do Clube de Contos Pandevú e ativista da diversidade sexual).

Tropeço é parte de uma pesquisa em dramaturgia física, a fragmentação de parte do corpo que ganha personalidade através do movimento. “A construção dramatúrgica baseada em ações físicas é um importante aspecto da companhia”, explica Katiane Negrão, artista que divide com Dico Ferreira a direção do trabalho, que já soma uma década. “Essa dramaturgia física é criada durante o processo de trabalho, através de improvisações de cenas, com atenção na comunicação corporal”, diz ela.

O espetáculo estimula a imaginação do espectador ao recriar através de duas mãos a imagem de um ser inteiro. Tratar a velhice de forma não convencional com uma dramaturgia aberta, na qual o espectador faz sua própria leitura, foi um dos objetivos da Tato.

Sem a utilização de palavras, as personagens possuem uma linguagem inventada. Ruídos, efeitos sonoros, instrumentos e temas musicais são executados vocalmente pelos atores. A exploração desses sons cria uma dramaturgia sonora que acompanha e complementa a física.

O espetáculo

Tropeço - Fabio Oliveira1

Mãos que executam toda a ação de um espetáculo em 50 minutos. À luz de vela, o espectador é convidado a entrar no mundo delicado e emocional de Tropeço, um teatro que pede atenção e envolvimento. A história é simples: o cotidiano de duas simpáticas velhinhas que moram juntas.

Uma mesa, baús e alguns pequenos objetos criam o ambiente que contraria a visão que temos da velhice: as pequenas ações rotineiras criam um universo de sutileza e extravagância, poesia e comicidade em mãos que andam, dançam, bebem, respiram, riem e choram.

O cenário minimalista é adequado para a atuação e exibição do virtuosismo dos artistas. A linguagem é fruto da junção dos trabalhos corporais desenvolvidos por eles nas áreas de teatro, dança contemporânea, mímica e teatro de formas animadas. “Caminhar pelo simples”, resume Dico Ferreira, um dos atores fundador da Tato. “A pesquisa no teatro de animação da TATO se concentra na animação de partes do corpo, principalmente das mãos, e expande-se para a manipulação de objetos”, completa.

Prêmios

Tropeço - Fabio OliveiraO espetáculo Tropeço recebeu os prêmios Troféu da FILA, Melhor Espetáculo do Júri Popular do Festival Internacional de Londrina – FILO em 2009, Troféu Gralha Azul, concedido pelo Centro Cultural Teatro Guaíra do Paraná como melhor espetáculo de 2008, e ainda o Troféu Epidauro, concedido pelo Consulado da Grécia. Também foi escolhido como Melhor Espetáculo pelo júri especializado no Festival Internacional de Bonecos de Belo Horizonte de 2007. Ganhou ainda melhor direção, dramaturgia, iluminação e sonoplastia no Festival de Teatro de Campo Mourão em 2006.

SERVIÇO

O quê: Espetáculo Tropeço, teatro de animação para adultos
Onde: Teatro Américo Alvarez (Rua Ramos Ferreira, 1572 – Centro)
Quando: De 14 a 17 de maio (quinta a domingo), sempre às 19h30
Quanto: Entrada franca (Ingressos distribuídos uma hora antes do início de cada sessão. A lotação é de 120 lugares.)

Tropeço - foto mariana guarnieri (4)FICHA TÉCNICA

Duração: 45 minutos
Classificação indicativa: 14 anos
Concepção e atuação: Dico Ferreira e Katiane Negrão
Colaboração dramatúrgica: Juliana Capilé
Figurino: Luciana Falcon
Produção nacional: Luciano Porto e Katiane Negrão
Produção local: Francis Madson / Soufflé de Bodó Co.
Design gráfico: Eduardo Santos
Fotos de divulgação: Fábio Oliveira e Mariana Guarnieri

(Visited 22 times, 1 visits today)
The following two tabs change content below.
PETCOM UFAM
Petcom é a sigla para Programa de Educação Tutorial de Comunicação Social da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). O programa é integrado por alunos dos cursos de Jornalismo e Relações Públicas, que desenvolvem atividades de ensino, pesquisa e extensão na área de comunicação.
PETCOM UFAM

Posts Mais Recentes por PETCOM UFAM (Ver Todos)

Comentários

pessoas comentaram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *