Eu vim com a Nação Zumbi, ao seu ouvido falar…

Posted on Posted in Música

Hoje o Blog PETCOM resolveu acrescentar ainda mais à bagagem cultural dos nossos leitores e está cheio de fervor e encanto com essa mistura ímpar de baião, maracatu e rock que só Pernambuco soube fazer.

Essa identidade musical fica por conta da banda Nação Zumbi!

Para quem não conhece, a banda, além de lançar a música pernambucana para o cenário nacional dos anos 90, também teve como um dos fundadores Chico Science, responsável pelo movimento Manguebeat, com o Manifesto dos Caranguejos com Cérebro, tornando-se assim um dos principais movimentos e banda dos anos 90 no Brasil, lutando por melhorias sociais na vida da população, não só do Recife e do Estado de Pernambuco, mas como de todo cidadão brasileiro.

Após 20 anos da morte de Chico Science e 7 anos sem produzir um álbum com músicas inéditas, a banda lançou em abril de 2014 o álbum homônimo Nação Zumbi, provando que embora os anos tenham passado, a essência continua atemporal, através dessa pluralidade musical que a banda traz como conceito. O primeiro single do álbum foi a música Cicatriz:

Vale a pena conhecer e valorizar o trabalho de uma das melhores bandas do Brasil e motivo de orgulho nacional pelo seu valor cultural. Pensando em quem se encantou pelos riffs da guitarra misturados à percussão e quer conhecer mais sobre a banda, aqui vai uma seleção dos álbuns mais conhecidos do Nação Zumbi:

Afrociberdelia (1996):

Da Lama ao Caos (1994):

Fome de Tudo (2007):

“Cheguei com meu universo e aterrisso no seu pensamento;
Trago as luzes dos postes nos olhos. Rios e pontes no coração.
Pernambuco embaixo dos pés e minha mente na imensidão”

Ouçam e se apaixonem!

Por Thaís Bentes

(Visited 19 times, 2 visits today)
The following two tabs change content below.
Thaís Bentes

Thaís Bentes

Minha vida, meus mortos, meus caminhos tortos, meu sangue latino. Estudante do 3º período de Relações Públicas e petiana desde agosto de 2013.

Comentários

pessoas comentaram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *