O sal da terra: A Critica de Sebastião Salgado

Posted on Posted in Cinema

Dirigido pelo alemão Wim Wenders e pelo filho do protagonista, Juliano Ribeiro, O Sal da Terra (2014) revela os bastidores das aventuras de Sebastião Salgado, um dos maiores nomes da fotografia brasileira, pelo mundo. Sebastião Salgado teve reconhecimento a partir dos seus retratos de seres humanos nos cantos mais extremos e nas condições mais adversas do planeta. Seu trabalho é ao mesmo tempo antropológico e social, o que lhe deu a característica de artista da condição humana mostrando o que nos une, nos move e nos conecta ao longo dos séculos.

IMAGEM 2

IMAGEM 1

O filme traz aos telespectadores uma visão única do planeta Terra e do ser humano através de uma realidade cruel e desigual. A mistura do social com o ambiental cria uma atmosfera que liga o passado ao presente e de que forma essas experiências vividas pelo fotógrafo influenciaram suas obras e moldaram o homem que ele é hoje em dia. A vida e a morte se interpõem nesse documentário, que, no fim, termina com uma mensagem positiva, como a própria trajetória do artista.

IMAGEM 3

Durante quase duas horas, o diretor Win Wenders, o filho Juliano e o próprio Sebastião Salgado narram histórias que renderam diversos livros, como Outras Américas (1986), Êxodos (2000) e África (2007). O resultado final é um filme poderoso, mas áspero, sobre o processo de criação do fotógrafo, sua visão crítica, o mundo e a natureza humana coexistindo e em eterno processo de relacionamento. As em cenas preto e branco, que contribuem para a dramaticidade dos depoimentos, foram responsáveis por algumas das imagens mais memoráveis dos últimos anos, e sua paralisia frente ao mundo como é.

 

(Visited 41 times, 1 visits today)
The following two tabs change content below.
Thaís Bentes

Thaís Bentes

Minha vida, meus mortos, meus caminhos tortos, meu sangue latino. Estudante do 3º período de Relações Públicas e petiana desde agosto de 2013.

Comentários

pessoas comentaram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *