Sensacionalismo e Jornalismo Popular é tema de minicurso realizado pelo PPGCCOM

Posted on Posted in Jornalismo

Um desempregado cara-de-pau descobre que pode melhorar de vida ao entrar para o ramo da cobertura de tragédias noturnas, sem escrúpulos e sem medir esforços para alcançar o sucesso. Essa é a premissa do longa-metragem “O abutre” (Nightcrawler, 2014), do diretor Dan Gilroye. Numa sútil e sombria crítica ao mercado midiático sensacionalista, a narrativa acompanha o protagonista Louis Bloom, que ultrapassa os limites da ética do jornalismo em troca de reconhecimento de dinheiro, chegando ao ponto de manipular tragédias.

Night-crawler
Nightcrawler (2014)

As imagens captadas pro Bloom passam a ser conhecidas graças a uma diretora de jornalismo em uma TV de segunda linha em Los Angeles. Interpretada por René Russo, Nina Romina não só compra como dá dicas em relação a quais imagens chamarão atenção dos telespectadores. Graças aos conselhos da diretora, Bloom inicia uma escalada em busca de sucesso. Mergulhados em um ciclo vicioso que mistura decadência, o medo de perder espaço, a irrelevância em um mercado tão inescrupuloso e competitivo e a sede de ver tragedias e imagens fantásticas, eles satisfazem o público crescente.

Não é de hoje que a falta de de limites do jornalismo dito “sensacionalista” é retratada nas telas de cinema, seja uma história real, como é o caso de “O preço de uma verdade” que conta as investidas de Sthephen Glass para ganhar destaque na revista The New Republic, ou como ficção, numa referencia quase obvia do título brasileiro, “O abutre” lembra o longa de Billy Wilder, “A montanha dos sete abutres”, tanto no enredo quanto no título.

Fora das telas, o “sensacionalismo” no jornalismo é uma discussão constante entre estudantes de comunicação e especialmente entre pesquisadores, como é o caso da jornalista Prof. Dra. Marcia Franz Amaral, da Universidade Federal de Santa Maria, que estará na Ufam  entre os dias  12 e 15 de maio.  A convite do Programa de Pós-Graduação em Ciencias da Comunicação (PPGCCOM), a Prof. Márcia Franz, também pesquisadora do jornalismo popular e cobertura jornalística de catástrofes e desastres ambientais, vem pela primeira vez a Manaus para participar da banca examinadora da dissertação de   Antônio José da Silva, cujo título é “A Natureza ecossistêmica dos jornais populares: a linguagem, as abordagens e  dinâmica comunicacional”, orientado pela Prof. Dra. Maria Sandra Campos.

servletrecuperafoto
Prof. Dra. Marcia Franz Amaral

A Profa. Dra. Marcia Franz Amaral é autora do livro Jornalismo Popular, da Editora  Contexto e de dezenas de trabalhos científicos sobre discurso jornalístico, jornalismo  popular, sensacionalismo, jornalismo e emoção e cobertura de catástrofes e desastres. Ela é doutora em Comunicação e Informação pela Universidade  Federal do Rio Grande do Sul (2004), com pós-doutorado pela Universitat Pompeo  Fabra (Barcelona – Espanha). Atualmente, coordena o Programa de Pós-Graduação em Comunicação da  Universidade Federal de Santa Maria e é Líder do  Grupo de Pesquisa Estudos de Jornalismo (UFSM/CNPq).

Entre as atividades, que inclui a banca estão palestras e mesas redondas, uma delas é  “O popular, o sensacional e o sensacionalismo no discurso jornalístico” que ganha um pouco mais de destaque sendo realizado nos dias 13 e 14 de maio, no Auditório Rio Negro e no Prédio Mário Ypiranga (ICHL). A banca, assim como os minicursos, são gratuitos e abertos a estudantes de graduação, de pós graduação e aos demais interessados. Para se inscrever basta clicar aqui.

Acompanhe abaixo a programação:

13/05

9h e 14h30 – “O popular, o sensacional e o sensacionalismo no discurso jornalístico”

Palestrante: Profª Drª Marcia Franz Amaral

Local:  (9h) Auditório Rio Negro (ICHL), (14h30) Prédio Mário Ypiranga ( ICHL)

14/05

9h – Sessão Pública de de defesa da dissertação “ A Natureza ecossistêmica dos jornais populares: a linguagem, as abordagens e  dinâmica comunicacional”

Discente: Antonio José da Silva

Local: Auditório Rio Negro(ICHL)

14h30 – “O popular, o sensacional e o sensacionalismo no discurso jornalístico” ( continuação)

Palestrante: Profª Drª Marcia Franz Amaral

Local:Prédio Mário Ypiranga ( ICHL)

15/05

9h- Mesa Redonda “ A cobertura Jornalística das catástrofes ambientais”

Convidados:  Profª Drª Marcia Franz Amaral e Prof. Dr. Wilson Nogueira

Local: Auditório Rio Negro.

 

(Visited 9 times, 1 visits today)
The following two tabs change content below.
Daniella Coriolano

Daniella Coriolano

Estudante do 7º período de Jornalismo e petiana desde abril de 2012.

Comentários

pessoas comentaram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *