III NortePet: Mesa Redonda debate a importância do ‘ensino, pesquisa e extensão’ dentro dos grupos PET

Posted on Posted in especiais, eventos

Dando continuidade à programação do III NortePet, nesta última quinta-feira, 02, foi realizado a segunda mesa redonda do evento, no auditório da Faculdade de Ciências Agrárias (FCA-01), localizado no Mini-Campus da Universidade Federal do Amazonas – UFAM. A mesa, intitulada PET na formação científica, ensino e extensão, tinha como principal objetivo discutir estes princípios que são norteadores do ensino superior dentro da perspectiva do Programa de Educação Tutorial – PET.

A mesa redonda teve como mediadora a tutora do PET Administração, Profa. Dra. Glória Guimarães e foi composta pela tutora do PET Farmácia, Profa. Dra. Marne Vasconcelos e o diretor do Departamento de Acompanhamento e Avaliação da Proext, Prof. Dr. Hideraldo Costa. A programação contou com a participação de tutores e petianos da Universidade Federal do Amazonas de Manaus e Itacoatiara.

A tutora do PET Farmácia, Profa. Dra. Marne Vasconcelos, iniciou a mesa redonda falando do item ‘pesquisa científica’. Ela tirou dúvidas acerca da iniciação científica dentro dos grupos PET e respondeu perguntas frequentes que permeiam o assunto. Deu destaque ainda ao Programa de Iniciação Científica (PIBIC), que é um programa que proporciona treinamento de pesquisa aos alunos da graduação.

mr2

Segundo a Profa. Dra. Marne Vasconcelos, a importância da pesquisa aos petianos é muito grande, pois proporciona uma experiência de descoberta de saberes e caminhos. “É uma grande oportunidade, pois o acesso à iniciação dá ao aluno um aprendizado de colaboração e conhecimento”, destacou.

No segundo momento da mesa redonda, foi a vez do diretor do Departamento de Acompanhamento e Avaliação da Proext, Prof. Dr. Hideraldo Costa. Ele comentou sobre a importância da extensão dentro do alicerce metodológico do PET, sendo assim uma estratégia de ensino e qualificação do aluno como profissional e acadêmico.

mr3

Segundo ele, a extensão vem sofrendo mudanças positivas e isso amplia o raio de ação do programa que hoje se torna mais versátil e maleável a diversos tipos de ações. “Como definição a extensão acontece quando se rompe fronteiras da universidade, mas nada impede de se ter uma extensão interna, que possa favorecer à própria comunidade acadêmica”, ressaltou.

(Visited 14 times, 1 visits today)
The following two tabs change content below.
Arthur Charles

Arthur Charles

Estudante do 6º período de Jornalismo. Amante de cinema e apreciador de Pedro Almodóvar. Audiovisual é uma paixão e fotografia um estilo de vida.

Comentários

pessoas comentaram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *