NortePET: Alunos do PET discutem sobre ações de políticas afirmativas.

Posted on Posted in especiais, eventos

Na sexta-feira dia 03 de junho de 2016 aconteceu o terceiro dia do III NortePET 2016, durante todo o dia foram apresentados grupos de trabalhos que trouxessem a discussão e reflexão sobre vários pontos sobre ensino, pesquisa, extensão, diversidade Mobiliza PET, e por fim um dos grupos ficaram encarregados de discutir sobre as ações de políticas afirmativas.

Ministrada pela professora Amélia Regina Aguiar Batista, juntos com os petianos de biologia (UFAM/IFAM), farmácia, geologia, engenharia de pesca, comunicação e medicina foram discutidos pontos sobre como o pet insere-se nas questões das ações afirmativas. Primeiramente a professora deu um conceito do que é políticas afirmativas, e basicamente são ações que trabalham com a demanda social, aqueles que são considerados minorias dentro da sociedade, e oportunizar para essas pessoas meios com que elas se desenvolvam e façam parte de um todo.

No grupo de trabalho de ações de políticas afirmativas foram relatados o que cada PET faz voltado às políticas afirmativas, obtivemos relatos sobre petianos que entraram por meio de cotas, que vieram do interior para a capital com intuito de estudar e suas dificuldades, também foi discutido a questão das cotas e a reflexão sobre esses alunos e o que podemos fazer para conseguirmos integrá-los e como o PET pode influenciar nessas ações.

O principal ponto que foi discutido pela professora e os petianos foi a média que existe no Manual de Orientações Básicas do Pet, em alguns cursos a média precisa ser relativizada, segundo a especificidade de cada curso, como por exemplo, os alunos do Pet – Engenharia de Pesca e Geologia falou sobre a dificuldade de conseguir bolsistas, pois muito deles não atingem a média requerida no manual do PET, ao contrário do PET-Medicina, que possui uma demanda muito grande de alunos que querem ingressar no programa e precisam utilizar essa média para selecionar os alunos. O principal motivo dessa média não ser alcançada pelos estudantes, é a dificuldade de não conseguirem dedicar-se ativamente no curso por contra de ter que trabalhar para se sustentar.

imgm2

Outra questão levantada foi daqueles alunos que entram por meio de cotas, por não adquirir uma boa base de ensino médio eles têm a dificuldade em alcançar a média 5,  uma das propostas feitas pelos alunos seria um acompanhamento dessas pessoas, e descobrir o motivo pelos quais estes estão em evasão e fazer com que o PET as ajude e trabalhe em cima disso.

As ações de políticas afirmativas são essenciais para ajudar aquelas pessoas que são consideradas minorias, por sua situação sócio – econômica, racial e histórica, elas precisam de uma atenção, é preciso integrá-las a população e acabar com a distinção, assim todos serem considerados um só e possuírem os mesmos direitos.

(Visited 6 times, 1 visits today)
The following two tabs change content below.
Gabriela Maciel

Gabriela Maciel

Gabriela, estudante do 7º período de Jornalismo, minha casa é lufa-lufa (com muito orgulho), amante de séries e dias chuvosos.
Gabriela Maciel

Posts Mais Recentes por Gabriela Maciel (Ver Todos)

Comentários

pessoas comentaram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *