Outcast, de Robert Kirkman

Posted on Posted in cultura, quadrinhos

Entre as atribuições de Robert Kirkman pode-se mencionar a de roteirista de histórias em quadrinhos. No universo dos fãs de The Walking Dead, Kirkman já é bem conhecido. O norte-americano é o criador da HQ que fez sucesso como série. Autor também de outras obras como Marvel Zombies, Invincible, Ultimate X-Men e Battle Pop, sendo esta a HQ de estreia do autor. Mas desta vez o destaque é para a história em quadrinhos Outcast, que assim como The Walking Dead foi adaptada para o formato de série e tem ganhado espaço entre os amantes de produções de terror.

Nas obras de Robert Kirkman, o roteirista costuma criar personagens que seguem a linha do assustador e fogem daquela ideia dos super-heróis tradicionais (não que este seja o único tema das HQ’s, embora seja o mais comum). E em Outcast não é diferente. Se em The Walking Dead Kirkman trouxe zumbis, nessa outra história em quadrinhos o protagonista é atormentado por demônios, dando o teor assustador da narrativa.

A HQ teve sua primeira edição publicada em 25 de junho de 2014. A estória apresenta Kyle Barnes, um homem que desde a infância é atormentado por seres demoníacos e que teve um relacionamento conturbado com a mãe, a qual mantinha uma relação violenta com o filho por conta de forças sobrenaturais. Sua vida é marcada por traumas e seus relacionamentos são afetados por conta das possessões que lhe atormentam. Todos esses fatores levam Barnes a afastar-se das pessoas. Isso dá um ar não só de terror propriamente dito, como remete também ao drama. Ele vive isolado em uma casa na cidade de Rome. Sua busca por respostas afeta não só a ele, como a muito mais pessoas do que pensa. Kyle procura responder seus questionamentos sempre em meio à dúvida sobre em que acreditar.

outkastigm1

Em 2013, antes da publicação do gibi a Fox negociou uma adaptação para a televisão. O roteiro é de Robert Kirkman e a arte de Paul Azaceta e Elizabeth Breitweiser.

outkastigm2

 

(Visited 9 times, 1 visits today)
The following two tabs change content below.
Iolanda Ventura

Iolanda Ventura

Sempre ouviu lhe dizerem: "Nossa, você escreve muito! Como consegue fazer tanto texto? Não cansa não? Escolher jornalismo foi a prova que não cansa de escrever. Ela já tinha sido escolhida pelo curso e não sabia. Gostava de muitas coisas diferentes e a indecisão era grande. Quando a ficha finalmente caiu viu para que realmente tinha vocação e que de tudo que gostava Jornalismo tinha um pouco. Até chegar em jornalismo demorou, mas ainda bem que chegou.
Iolanda Ventura

Posts Mais Recentes por Iolanda Ventura (Ver Todos)

Comentários

pessoas comentaram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *