Química Forense no Laboratório de Ensino

Posted on Posted in ciência e tecnologia, Ufam

O Pet dessa semana conversou com a estudante do 7º período de Licenciatura em Química, Lorena Campos, 22 anos. Ela é bolsista do projeto Química Forense no Laboratório de Ensino e contará para gente um pouco mais sobre o projeto.

Para começar, você poderia nos dizer o que são as Ciências Forenses? E para que servem?

As ciências forenses denominam o uso da ciência e tecnologia para obtenção de provas, reconstituição de cenas de crimes e a prevenção de acidentes, como por exemplo o de trânsito.

E o que é seu projeto? Você poderia contextualizar um pouco?

Bom, a gente sabe que tem as séries como CSI, NCIS, e nelas há o trabalho dos peritos. O projeto Química Forense no Laboratório de Ensino visa adaptar essas práticas forenses realizadas pelos peritos utilizando materiais do cotidiano, sendo de fácil reprodução e baixo custo financeiro. Trata-se de um projeto de extensão que tem como público alvo alunos do ensino médio das escolas públicas.

Quais seriam essas práticas que você mencionou?

As práticas realizadas nas oficinas são a Revelação de Pegadas, a Revelação de Digitais, o Airbag e o Bafômetro.

Qual é o procedimento adotado por vocês na Revelação de Pegadas, por exemplo?

Depois de toda a parte teórica, nós convidamos um aluno voluntário e pedimos para ele pisar numa bandeja que contém areia. Nisso a gente pega e faz uma mistura de gesso e água, colocamos em cima da pegada e esperamos por volta de 20 minutos para que o gesso endureça. Ao término nós tiramos o excesso de areia e presenteamos o aluno com a pegada de gesso. Eles geralmente ficam empolgados quando a gente faz isso.

São quantas pessoas envolvidas no projeto?

É importante ressaltar que o projeto macro é o Desvendando as Ciências Forenses, sendo que ele tem vários subprojetos, entre eles o projeto Química Forense no Laboratório de Ensino, o Pace Forense, que são os quais eu faço parte, um como bolsista e o outro como voluntária. Mas também há projetos de resíduos sólidos, projetos da parte de analítica, da parte de educação, são várias áreas. E são muitas pessoas envolvidas, muitas mesmo. Eu não saberia te dar um número exato.

Então quer dizer que você participa de dois dos vários subprojetos que fazem parte do Desvendando as Ciências Forenses? É isso? Todos eles se complementam, digamos assim?

Exato! Eu, Lorena, participo dos dois projetos simultaneamente, um complementa o outro. No projeto Química Forense no Laboratório de Ensino eu vou fazer adaptações desses experimentos, fazer apostilas didáticas, vou pegar esse conteúdo e deixar registrados em relatórios, vou produzir vídeos para a página no Youtube, essas coisas.  Já o Pace é a parte de ir para as escolas e realizar as oficinas, a parte mais prática. É todo um processo: tem a parte de levantamento de dados, que consiste em analisar os procedimentos, as táticas; depois nós vamos para o laboratório ver o que é possível fazer e como fazer; por último é que são realizadas as oficinas nas escolas. Eu participo de todos esses processos.

E quando são realizadas essas oficinas nas escolas aqui de Manaus?

As oficinas não são realizadas de forma cronometrada, varia muito. As vezes nós realizamos duas ao mês, três ou então só uma, principalmente quando nós precisamos viajar com o projeto. A última oficina a ser realizada foi mês passado, em maio, na Escola da Polícia, e a próxima prevista será em agosto. A próxima será uma apresentação grande de dois, três, dias direto. E nós iremos levar todos os sub projetos que compõe o Desvendando as Ciências Forenses, desde a parte computacional até a de resíduos, é por isso que será realizada em mais de um dia.

É importante ressaltar que para a pessoa entrar na área de Ciências Forenses, pra ela ser um perito, não necessariamente você precisa ser químico. Você pode ser um médico legista, um biólogo, um físico, um engenheiro e etc. É muito diverso.

Para que lugares, além de Manaus, vocês já levaram o projeto de vocês?

Para Boa Vista, Bonfim e Rorainópolis – RR, Iranduba, Coari, Manicoré, Benjamin Constant, Careiro da Várzea – AM, e Lethem, cidade na Guiana que faz fronteira com o Brasil. Esse ano, agora em setembro, vai ter o Congresso de Ciência Forense, o ENQFOR, lá em Ribeirão Preto, SP, e o nosso grupo vai participar também.

Qual é a importância desse projeto para os alunos que estão no ensino médio? Você acha que acaba influenciando, positivamente, na decisão deles quando forem prestar vestibular?

Eu acredito que sim! O meu caso, por exemplo, foi o seguinte, em 2012 (eu ainda não estava na universidade) eu vir participar do evento Desvendando as Ciências Forenses, aqui na faculdade. Eu já gostava da área e quando eu soube que a Ufam estava disseminado esse conhecimento, eu participei de tudo, das palestras, dos minicursos. Aí no ano seguinte, em 2013, quando eu ingressei na universidade, eu esperei um pouco até que ficassem abertas as inscrições e aqui estou eu no projeto até hoje.

O mais interessante é que eu já tinha conhecimento desse projeto antes mesmo de entrar na universidade. O público que o projeto alcança não é só daqui, mas também o pessoal de fora. E isso acaba influenciando para que eles, os alunos que estão terminando o ensino médio, acabem vindo para a área, para universidade. É por isso que eu acho de extrema importância o trabalho que os Professores/Doutores Renato Henriques e Karime Bentes, ambos orientadores do meu projeto, desempenham aqui dentro e fora da Ufam.

IMG_20160615_WA0005
Lorena segurando amostra de pegada
IMG_20160615_WA0006
Coleta de digital em Lethem
IMG_20160615_WA0010
Coleta de pegada em Lethem
(Visited 35 times, 4 visits today)
The following two tabs change content below.
Karem Canto

Karem Canto

Ela se irrita fácil, sempre tão orgulhosa e exigente. Ela gosta de se sentir livre. Meio esquisita, sabe? Do tipo que vai além de falar sozinha, e para ela isso é tão normal. Mas sabe aqueles momentos de puro bom humor, sorrisos bobos, palavras sinceras e eterna ouvinte? Acredite, todos eles compensam...
Karem Canto

Posts Mais Recentes por Karem Canto (Ver Todos)

Comentários

pessoas comentaram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *