#PETList: Petianos

Posted on Posted in cultura, Música, petlist

Essa semana a PETList é sobre nós mesmos, os petianos. Nela, vocês encontrarão músicas que, pra gente aqui, têm uma história pra contar nas nossas vidas. Todo mundo tem alguma trilha assim, não é?

Link para a playlist no Spotify:

Cecília: Suddenly I See” – KT Tunstall e“Sur Ma Route” – Black M.

“A primeira vez que ouvi ‘Suddenly I See’ foi na primeira cena de ‘O Diabo Veste Prada’, quando tinha uns 11 anos. Eu, como boa pesquisadora de trilhas sonoras que sou, resolvi ir atrás. Foi assim que descobri a KT, minha cantora favorita, e abri minha cabeça pra músicas fora do circuito mais adolescente. Por ter sido essa a primeira, devo a ela todas as recordações e conexões que tenho com a obra de KT. E são muitas. Já ‘Sur Ma Route’ tocava todos os dias no ônibus durante meu tempo na França, ainda esse ano, e a viagem mudou o meu jeito de ver o mundo e a mim mesma.”

Manu:Doubt” – Mary J. Blige

Glean: Fluorescent Adolescent” – Arctic Monkeys
“Foi a primeira música q escutei do AC e eles foram a primeira banda que eu gostei. Eu tinha 12 anos quando comecei a me importar de verdade com música, e Arctic Monkeys foi a primeira banda favorita. ‘Fluorescent Adolescent’ foi a primeira música favorita.”

Thiago: Barcelona” – George Ezra
“Eu gosto dessa música porque ela marcou um momento de transição na minha vida, eu tinha acabado de me formar em contabilidade, mas, eu também tinha acabado de decidir abandonar a profissão e cursar o que eu sempre amei que é comunicação. Aliás todo “Wanted On Voyage” me lembra esse período. Eu escutei também logo no início da faculdade então me lembra o período em que eu conheci novas pessoas, fiz novos amigos, e  etc… Eu tenho mania de associar música à pessoas então quando eu escuto algumas dessas músicas eu lembro de muita gente da minha sala.”

Iolanda: Rookmaaker” – Palavrantiga

Gabi:Mobile” – Avril Lavigne
I’m with you” – Avril Lavigne
Last Hope” Paramore
“Eu escolhi ‘Mobile’ porque define o momento quando entrei na faculdade, nunca me acostumei com mudanças e essa música define muito o que eu sentia na época com tudo mudando mas eu não conseguia mudar e não conseguia meio que aceitar um novo começo???? Não sei se faz sentido”

Júnior: De onde vem a calma” – Los Hermanos;

Letícia: “Mistérios da Meia-Noite” – Zé Ramalho
“Houve uma época da minha infância que eu tinha PAVOR de lobisomem, eu odiava quando alguém me contava uma história relacionada a isso. Essa música tocava em uma novela, que eu não lembro o nome, quando aparecia um cara que se transformava em lobisomem. Até hoje não consigo ouvi-la sem ter aquela imagem na cabeça.
p.s.: eu tinha tanto medo que ficava esperando o Michael Jackson lobisomem aparecer à noite e pra me pegar.”

 

(Visited 7 times, 1 visits today)
The following two tabs change content below.
Cecília Costa

Cecília Costa

Quando criança, dizia que sua profissão seria “Leonardo da Vinci” porque ele fazia de tudo um pouco. Já quis ser astronauta, cientista, bailarina e antropóloga e, hoje, é estudante do curso de Jornalismo da UFAM. Ama contar histórias e, assim, nunca conseguiu ficar com caneta e papel nas mãos sem escrever, rabiscar e transbordar.
Cecília Costa

Posts Mais Recentes por Cecília Costa (Ver Todos)

Comentários

pessoas comentaram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *