Minha Opinião: Manaus e os ônibus

Posted on Posted in Minha Opinião

Manaus é uma das mais belas cidades brasileiras. A arquitetura histórica, a comida, a cultura, a linguagem, o clima, todos esses fatores a tornam um lugar único. Mas esse lugar único tem pecados, e um deles é o descaso com o transporte público.

Diariamente a população manauara é obrigada a enfrentar esse problema. Acorda cedo, vai para a parada de ônibus (onde logo junta um amontado de gente), espera 20min, 40min, até mesmo 1h ou mais. Então, o coletivo chega já carregado de outros passageiros, com espaço para pelo menos cinco pessoas, mas entram 20. Certa vez um amigo me perguntou por que há tão poucas cadeiras nos ônibus, eu ri e disse: “Porque quanto menos cadeiras, mais espaço sobra para passageiros em pé, e quanto mais passageiros em pé, mais dinheiro para as empresas”. Esperar o próximo? Esperar o próximo não é opção. Ou você entra na famosa lata de sardinha ou sofre punição no trabalho/escola/faculdade. Afinal, seus superiores não vão entender, não é mesmo? Eles podem se atrasar e colocar a culpa no engarrafamento, porém você é isento de desculpas.

Além da superlotação, ainda temos que passar por situações como falta de troco, assaltos, assédio, forte calor, pane mecânica, motorista que não abre a porta do meio e motorista que passa direto do ponto de ônibus mesmo que você tenha feito solicitação de parada. O mais engraçado é que você não passa por tudo isso de graça: é tudo pago. R$ 3,80 é o preço para entrar nesse grande parque de diversões. R$ 3,80 para entrar e R$ 3,80 para sair, todos os dias. E é algo que já está intrincado em nós. Simplesmente aceitamos.

Dia após dia reclamamos. Reclamamos para a pessoa que está em pé há horas na parada conosco esperando o ônibus, reclamamos para a pessoa que está em pé há horas dentro do veículo conosco sem conseguir se mexer e com dificuldades para respirar, reclamamos para os cobradores ou motoristas, reclamamos para nós mesmos, mas não reclamamos para quem devíamos reclamar. Aqueles que são responsáveis por essa humilhação. Aqueles que colocam uma faixa azul nas ruas e acham que isso será uma grande revolução no transporte. Aqueles que andam em carros caros, sentados, com ar-condicionado, enquanto nós passamos por inúmeras situações dentro de um ônibus. O nosso problema é que nós nos conformamos. Fazemos um barulho aqui e outro ali quando aumentam o preço da passagem, mas nada demais. O nosso problema é que antes de manauaras, somos brasileiros. A corrupção e o destrato virou algo comum aos nossos olhos. Nossos cérebros já estão programados para aceitar isso e tudo o que nos impuserem. Democracia? Eu não vivo uma democracia.

Todos os dias, quando passo horas esperando um ônibus, horas em pé dentro dele, rezando para não ser assaltada, eu me revolto. Isso não está certo. Nós somos seres humanos e não objetos. Não merecemos ser tratados dessa forma. Nós fazemos essa cidade funcionar, nós enchemos os bolsos dos empresários, nós colocamos comida nas mesas, nós limpamos as ruas, nós ensinamos e educamos, nós fazemos a manutenção da energia e da água, nós abastecemos gasolina, nós salvamos vidas, nós levamos informação, nós merecemos respeito.

(Visited 103 times, 1 visits today)
The following two tabs change content below.
Letícia Misna

Letícia Misna

Não consegue piscar o olho direito sozinho, não usa roupa laranja e não sabe nadar.
Letícia Misna

Posts Mais Recentes por Letícia Misna (Ver Todos)

Comentários

pessoas comentaram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *