Explosões, cores e abismos

Uma explosão de cores pintava, ininterruptamente, o céu negro. Estava cercada por húngaros, russas, georgianos, holandesas, cubanos, congoleses e franceses. Meus olhos se enchiam de lágrimas enquanto nos abraçávamos durante a queima de fogos, por motivos que eu ainda não […]

#PETRepórter: a engenharia do barco-escola Samaúma

 engenheiro naval José Cláudio Braga, em frente ao barco-escola Samaúma II, durante sua parada em Manaus O PETCom acompanhou o engenheiro naval José Cláudio Braga, diretor da Braccon Engenharia,  durante sua visita ao barco-escola Samaúma II, projeto de sua autoria. […]

#PETRebobinar: Cidade de Deus

O período entre 1995 e 2003 é conhecido como “retomada do cinema brasileiro”, no qual leis de incentivo à cultura e uma nova visão de mercado começam a estimular maiores e melhores produções nacionais. “Cidade de Deus”, de Fernando Meirelles, […]

“Verdades Secretas” e “Lolita”: Não é amor, é abuso

“Lolita” (1955) e “Verdades Secretas” (2015) Carrasco são obras que, além de elementos comuns nos enredos, tendem a serem lidas pelo público com uma visão romântica – e aqui deve-se considerar o significado amoroso do termo – que passa longe […]

Brinquedo, bolero e baião: Adriana Partimpim

A cantora e compositora gaúcha Adriana Calcanhotto, famosa por composições melancólicas, lançava, em 2004, o álbum “Adriana Partimpim”. Voltado, principalmente ao público infantil com canções nem sempre originalmente infantis, o disco foi um sucesso de vendas e crítica, resultando em […]

#PETRepórter: Não tenha medo do feminismo

  “For most of history, Anonymous was a woman” “Por muito tempo na História, ‘Anônimo’ era uma mulher” – Virginia Woolf   Termos teóricos (em negrito) serão explicados no fim da reportagem ou diretamente no texto. Algumas das mulheres consultadas […]

Virginia Woolf e Clarice Lispector: a multiplicidade do momento

Virginia Woolf e Clarice Lispector foram incrivelmente importantes em suas épocas e possuíam grandes semelhanças em seus estilos narrativos. Examinando os livros “Mrs. Dalloway”, de Woolf, e “A paixão segundo G.H.”, de Lispector, vemos a construção e desconstrução de personagens […]

#PETiscos: A dualidade complementar de Paulo Leminski

não discuto com o destino o que pintar eu assino – Paulo Leminski A ditadura militar consistia em grande dificuldade para que um cenário literário se desenvolvesse em meio a toda a censura imposta pelos então governantes. Para driblar a […]

#PETList: Petianos

Essa semana a PETList é sobre nós mesmos, os petianos. Nela, vocês encontrarão músicas que, pra gente aqui, têm uma história pra contar nas nossas vidas. Todo mundo tem alguma trilha assim, não é? Link para a playlist no Spotify: […]

#PETRebobinar: Quanto Mais Quente Melhor

1959. O ano entre as décadas de maior valorização das comédias musicais no cinema hollywoodiano. Nos anos 50, surgem títulos como “Cantando na Chuva” (1952) e “Cinderela” (1950). Na década seguinte, “Amor, Sublime Amor” (1961) e “Mary Poppins” (1964). No […]